Verdades Proibidas

O que os ativistas não querem que você saiba.

8 horas
10 Módulos
392 Students

Verdades Proibidas

Verdades Proibidas

Este conteúdo é protegido, por favor faça o login na sua conta para ver o conteúdo da aula.

Comentários (9)

  1. Avatar
    Fábio Marangoni Gil

    Sogra não kkkkk

  2. Avatar
    Ana Paula Roeffero

    Lá pelo minuto 28 da sua aula, você pergunta: “será um demérito ser psicóloga e não engenheira?” Talvez essa ideia de demérito venha da remuneração monetária que as profissões em média têm. Em uma sociedade economicamente insegura e pouco desenvolvida como a nossa, talvez as profissões exatas tenham mais campo, por serem mais essenciais. Um tratamento psicológico pode evitar um suicídio, mas isso não é tão certo e valorizado, quanto um teto mau projetado por um engenheiro, cair em sua cabeça. Talvez essa pergunta ficasse melhor se comparasse uma advogada com uma engenheira… não sei.

    1. Avatar
      Benno Rohenkohl

      O seu ponto é muito válido, mas ele só se aplica ao nosso país por conta da grande desigualdade salarial, nos países tidos como desenvolvidos, a disparidade salarial é bem menor e uma profissional como a psicóloga é valorizada, e mesmo assim, a questão persiste.

  3. Avatar
    Ellen Parodi

    Muito bom!!! Essa semana consegui iniciar meu curso e estou maratonando antes de iniciar o da Renata. Você está de parabéns

  4. Avatar
    Mayra Correa e Castro

    Não tenho certeza se o argumento apresentado de que “mulheres podem ser representadas por homens” combina com “mulheres não tinham direito ao voto até metade do século XX”, “a lei Maria da Penha foi proposta por uma mulher” e com um que foi apresentado “mulheres fazem menos corrupção”. Se assumirmos que existe uma realidade de gênero, seria consecutivo pensar que “existe uma representatividade de gênero”.

  5. Avatar
    Mayra Correa e Castro

    Quando é dito que “mulheres são mais apegadas a pessoas e homens são mais apegados a coisas”, talvez isso aponte pra necessidade de haver uma representatividade igualitária entre homens e mulheres na politica, do contrario ficariamos com uma tendencia ou mais pra “coisas”, ou mais ” pessoas”. Quando se fala que ha maior variabilidade de inteligencia entre homens e mais regularidade entre mulheres, talvez seja um argumento que possa ser usado a favor da representatividade igualitaria na politica, pra que nao se incorra no risco de haver os muitos ruins e os muito bons todos amealhados no congresso. Realmente, penso que os argumentos expostos merecem mais consistencia pois eles podem ser aplicados a finalidades opostas.

    1. Avatar
      Rosana

      Faz sentido representatividade orgânica. Tudo que for forjado de cima pra baixo com leis e cotas é uma deturpação. Inspirar o interesse pela política é o primeiro passo.

    2. Avatar
      Fabrício Fonseca

      Temos que tomar cuidado com o conceito de “representatividade”. Políticos representam idéias e não pessoas. O que eu quero dizer? Um homem pode perfeitamente representar uma mulher na política se ele estiver defendendo idéias que sejam do interesse das mulheres. As mulheres podem não ter tanto interesse em se envolver na maquina política mas isso não significa que elas não estão representadas. Afinal, elas respondem por 50% dos votos.
      Dessa forma, com relação a esse tema, cabe discutir se existe alguma regra que prejudica ou impeça as mulheres de entrar na política. Para além disso, ai já não estaremos mais falando de uma democracia.

  6. Avatar
    Aislan Greca

    Onde consigo o link com as referências bibliográficas?

Deixe seus comentários

Selecione os campos a serem mostrados. Outros estarão ocultos. Arraste e solte para reorganizar a ordem.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Additional information
  • Attributes
  • Custom attributes
  • Custom fields
Compare
Wishlist 0
Open wishlist page Continue shopping