Capitalismo & Socialismo

Liberdade vs Repressão

16 horas
8 Módulos
1.995 Students

Capitalismo & Socialismo

Capitalismo & Socialismo

Este conteúdo é protegido, por favor faça o login na sua conta para ver o conteúdo da aula.

Comentários (17)

  1. Avatar
    Davi

    Que qualidade!

  2. Avatar
    Sonia Serafini

    Renata, eu tenho dificuldade de entender o conceito de que economia nao é jogo de soma igual a zero; quero dizer, queria argumentos que explicassem isso. Pode citar exemplos, por favor?

    1. Avatar
      Franciele Nogueira

      Tenho essa dificuldade também.

    2. Avatar
      Ana Julia Verreschi e Silva

      tb gostaria de maiores informaçoes..

    3. Avatar
      TIAGO DE PEREIRA

      Na teoria econômica, um jogo de soma zero se refere a jogos em que o ganho de um jogador representa necessariamente a perda para o outro jogador.

      1. Avatar
        Sonia Serafini

        obrigada, Tiago.

    4. Avatar
      Camila Cortez

      Eu também quero saber.

    5. Avatar
      Gabriela Marcolino

      Sonia e Franciele, para eu conseguir entender isso usei o exemplo que a Renata já deu algumas vezes no insta e também aqui no curso. Pensa na quantidade de gente que aumentou no mundo nos últimos 220 anos, a partir do capitalismo. Em 1800 havia cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo todo, e 95% dessas pessoas vivia na pobreza. Hoje temos cerca de 7,8 bilhões de pessoas no mundo e o nível de pobreza está em cerca de 8%. Se a riqueza fosse mesmo um jogo de soma zero, como explicar que tanta riqueza pudesse ser produzida nesses 200 anos sem que outras tantas pessoas ficassem absolutamente miseráveis? O número da pobreza mundial deveria ser 99,999999% para acomodar essa ideia de que para um enriquecer o outro tem que, necessariamente, empobrecer, e não é isso que vemos na realidade.
      Espero ter ajudado. 🙂

      1. Avatar
        Sonia Serafini

        Gabriela, ajudou e muito; eu nunca estudei Economia e os conceitos sao totalmente novos pra mim. Obrigada.

      2. Avatar
        Vinicius Barreto

        Boa!

    6. Avatar
      Isabela Constantino

      A soma zero significa que necessariamente para alguém ganhar, outro alguém deve perder. Pra eu ganhar 10, alguma pessoa deve estar perdendo esses 10. Logo, soma zero. Com isso, não se admite criação de nova riqueza, apenas a transferência desta entre as pessoas. Por isso que o argumento que a Renata fala e a colega Gabriela parafraseou ali se aplica. Se a riqueza só muda de mãos, como que, mesmo com aumento exponencial da população as pessoas ainda enriqueceram, em média? Só aconteceu por que riqueza se cria, se multiplica!
      Essa mentalidade que muitas vezes levas as pessoas a pensarem que um empresário rico, por exemplo, não pode ser um bom sujeito, uma vez que todo esse enriquecimento só pode ter se dado às custas do empobrecimento de muita gente, tadinhos! (e não gerando ainda mais valor e riqueza indiretamente com seu produto/serviço). Não faz sentido né hahahah

  3. Avatar
    LUANA Santos da Rosa

    Boa noite, tenho uma dúvida…
    O livre mercado claramente tem vantagens para o desenvolvimento global, no entanto como ficaria por exemplo a situação do Brasil em um mercado 100% livre, no sentido que o Brasil é muito atrasado tecnologicamente se comparado aos desenvolvidos e basicamente produz bens primários, como seria possível manter uma BC positiva exportando produtos de baixo valor agregado e importando produtos de alto valor agregado? Qual seria a solução para o país, visto que desenvolver P&D e industrias de ponta não seria possível no CP e MP, e nem sei se seria possível um dia dada a estrutura e formação do pais…

  4. Avatar
    ANGELICA SAMANTA ABILA

    Você falando da taxação das coisas na época mercantilista me lembrou do curso de Política Americana da Ana Paula, que um dos motivos da Independência Americana foi justamente a taxação e regulação das mercadorias. E que até hoje não aprendemos com isso, pois ainda tem deputados e senadores fazendo proposta de leis bem questionáveis como a famosa “taxação sobre grandes fortunas” (só para citar de exemplo).

  5. Avatar
    Matheus Gonzaga dos Santos

    Eu nem fiz curso de economia em Harvard como Coronel Ciro Gomes fez e sei que ele falou besteira

  6. Avatar
    Alessandra Coutinho

    Obrigada Renata pela aula!! Estou caminhando com os meus conhecimentos em economia… mas… a riqueza não é finita? O porquê da minha dúvida: lembrei-me da cana de açúcar no nordeste, do ouro de Minas e do café no Vale do Parnaíba… Dentre outros exemplos na história brasileira, não foram, estas, riquezas finitas e que mudaram o comportamento econômico da época? Ou eu estou indo numa linha de pensamento equivocada?

  7. Avatar
    Juliana De Morais

    Eu também tenho muita dificuldade para entender sobre a riqueza não ser finita. Uma vez me disseram que os recursos naturais são finitos, por isso a riqueza também é finita. Não soube como rebater.

  8. Avatar
    Sonia Serafini

    Alessandra e Juliana, só pra acrescentar: essa tbm é minha grande questão; como assim a riqueza não é finita? Se pensamos em recursos naturais é evidente que são finitos; imagino que a tecnologia possa dar uma grande ajuda mas até quando? queria exemplos pra entender pq se diz que a riqueza nao é finita.

Deixe seus comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione os campos a serem mostrados. Outros estarão ocultos. Arraste e solte para reorganizar a ordem.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Additional information
  • Attributes
  • Custom attributes
  • Custom fields
Compare
Wishlist 0
Open wishlist page Continue shopping